Pages

domingo, 22 de julho de 2012

QUE EU LEVE O AMOR

Que Eu leve o Amor… A mim, em primeiro lugar. Que Eu leve o Amor para dentro de mim e que todo auto-ódio se converta em nova chance. Que Eu me dê novas chances… De Amar de novo, de Acertar de novo, de dar ao menos um pequeno passo adiante, afastando – me da estagnação. Onde houver ódio em mim, que Eu leve o Amor. Não esse amor de plástico, disfarçado de complacência, que mais me engana do que me enobrece. Que seja um Amor maduro, que proclama seguro. Eu sei quem sou! Eu sei quem quero ser! Que Eu leve o Amor… À minha família. Onde houver ódio na minha família, que Eu leve o Amor… Que Eu seja a Luz, mesmo que pequenina, a iluminar a escuridão dos dias difíceis no meu lar. Que Eu leve o Amor aos que sofrem em silêncio e não querem falar de suas mazelas. Que Minhas Preces e meu sorriso os guarde em paz… Que Eu leve o Amor quando seja ofendido, maltratado, menosprezado, esquecido. Que Eu leve o Amor quando meus pais não me compreendam e nãosejam os pais que gostariade ter. São os pais que preciso. São os pais que me amam. Que Eu leve o Amor… Aos meus inimigos. Que Eu leve o Amor mesmo a quem não me tem amor. Que Eu respeite. Que Eu compreenda. Que Eu não me entregue ao ódio tão facilmente. Que Eu leve o Amor aos que não conheço, mas que fazem parte do meu mundo. Que Eu aprenda a chamá-los todos de irmãos… Que Eu leve o Amor aos carentes, do corpo e da alma. Que o meu sorriso seja a lembrança de que ainda há tempo para mudar, para transformar. Sou agente transformador. Sou agente iluminador. Sou instrumento da paz no mundo. Que Eu leve o Amor