domingo, 19 de agosto de 2012





                                                  ATIRE A PRIMEIRA FLOR
                                                         Glácia Daibert



Quando tudo for pedra,   atire a primeira flor; 
Quando tudo parecer caminhar errado,
seja você a tentar o primeiro passo certo.

Quando todos estiverem chorando,
tente você o primeiro sorriso;
Talvez não na forma de lábios sorridentes,
mas de um coração que compreenda,
de braços que confortem 
   
Se a porta estiver fechada,
de você venha a primeira chave; 
Se o vento sopra frio,
que o calor de sua lareira seja a primeira proteção e primeiro abrigo;


Não atire a primeira pedra em quem erra.
de acusadores o mundo está cheio;
nem por outro lado, aplauda o erro;
dentre em pouco, a ovação será ensurdecedora; 
Ofereça sua mão primeiro para levantar quem caiu; sua atenção primeiro para aquele que foi esquecido; seja você o primeiro para aquele que não tem ninguém;
  
Quando tudo for espinho,
atire a primeira flor; 
Seja o primeiro a mostrar que há
caminho de volta,
compreendendo que o perdão regenera,
que a compreensão edifica,
que o auxílio possibilita,
que o entendimento reconstrói.  
Atire você,
quando tudo for pedra,
a primeira e decisiva flor.

 amai o próximo como a ti mesmo..